Notícias

 

Falta de gerenciamento de áreas contaminadas prejudica o solo e a água para esta e futuras gerações

03/11/2015

Cuidado com terreno garante preservação ambiental, além de crescimento e desenvolvimento das cidades

Quando se fala em gerenciamento de áreas contaminadas, o objetivo é o estudo de áreas que possuem grande potencial de apresentarem contaminação de solo e água subterrânea, pela atividade que é exercida no terreno. Um local em que uma empresa trabalhe com produtos químicos tem grande chance de apresentar contaminação devido ao longo tempo de atividade industrial. Desta maneira o produto ou matéria-prima pode infiltrar pelo solo até atingir o lençol freático, contaminando solo e água. Para tratar sobre a regulação, padronização e tecnologias, a Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental Seção Rio Grande do Sul (Abes-RS), promove dias 11 e 12 de novembro, o III Seminário Sul Brasileiro de Gerenciamento de Áreas Contaminadas.

Apesar de ser um evento voltado para profissionais, pesquisadores, empresários e estudantes de graduação e pós-graduação, o assunto é de interesse público por garantir um ambiente saudável para esta e futuras gerações. Conforme o engenheiro químico e coordenador do evento, Mario Rogerio Kolberg Soares, a importância deste tema, mesmo para um público leigo, está associada à necessidade de conhecer as implicações para a saúde e o meio ambiente do significado de uma área contaminada.

- Com o crescimento das cidades e a valorização das áreas centrais dos grandes centros urbanos, ocorre o natural deslocamento de empreendimentos industriais para áreas periféricas e para distritos industriais, sendo transformado aquele terreno, até então, somente utilizados para atividades industriais, em condomínios urbanos, com a construção de edifícios e residências para habitação. Estas áreas podem trazer no seu histórico, a contaminação por produtos orgânicos e inorgânicos, altamente prejudiciais à saúde, que não são percebidos na sua superfície. A investigação nestas áreas, nos permitirá conhecer com detalhe quanto à presença ou não de substâncias perigosas junto ao solo e a água subterrânea - enfatiza.

Esta preocupação leva a expectativa do coordenador em ter um evento com grande troca de informações técnicas e a divulgação de novas tecnologias para a avaliação de áreas com potencial de contaminação e novas tecnologias de remediação.

As inscrições para o III Seminário Sul-Brasileiro Gerenciamento de Áreas Contaminadas podem ser feitas pelo site http://www.abes-rs.org.br. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (51) 3212.1375 ou e-mail abes-rs@abes-rs.org.br.

Promovido pela Abes-RS, o evento conta com a parceria da Fundação Estadual de Proteção Ambiental (FEPAM), Secretaria do Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (SEMA) e Governo do Estado do Rio Grande do Sul. O seminário ocorrerá no Hotel Continental, no Centro de Porto Alegre.