Notícias

 

Debate sobre Dez anos da Lei Nacional de Biossegurança

11/03/2015

Movimentos ambientalistas gaúchos debatem, no dia 24 de março, os 10 anos da Lei Nacional de Biossegurança, responsável por regulamentar a produção e comercialização de transgênicos no Brasil.

O encontro vai abordar os critérios utilizados pela Comissão Técnica Nacional de Biossegurança (CNTBio) na liberação destes organismos – apesar do nome, não faltam questionamentos dos ambientalistas sobre a influência de lobistas vinculados às grandes empresas do segmento sobre o colegiado, o que, inclusive, é admitido, como no caso dos produtores de etanol e celulose.

Também serão apresentados estudos sobre os impactos do consumo de alimentos geneticamente modificados no organismo humano e da produção sobre o meio ambiente.

Embora em sua origem, a justificativa científica para a produção de transgênicos era a de que seria possível, com eles, aumentar a produção e reduzir o uso de agrotóxicos, cientistas alertam que a aplicação de insumos vem aumentando, especialmente porque as empresas que vendem agrotóxicos são as mesmas que desenvolvem as sementes.

Para debater o tema, Agapan, Ingá e Mogdema convidaram ex-integrantes da CNTBio para uma mesa redonda: Marijane Lisboa (PUC-SP), Leonardo Melgarejo (Agapan) e Paulo Brack (Ingá), que será o mediador.

O evento inicia às 19h, na Faculdade de Arquitetura da UFRGS. O grupo criou uma página no facebook para divulgar a conversa http://www.facebook.com/events/869336449795215 .

Redação: Jornal Já - http://www.jornalja.com.br