Notícias

 

Inscrições abertas para o Prêmio José Lutzenberger de Jornalismo Ambiental

24/03/2016

Iniciativa da Abes-RS, ARI e Braskem reconhece trabalhos que divulguem iniciativas positivas na área do meio ambiente e sustentabilidade. Interessados podem se inscrever até 15 de agosto

O lançamento oficial da terceira edição do Prêmio José Lutzenberger de Jornalismo Ambiental, realizado nesta quinta-feira (24/03), no Jardim Lutzenberger, da Casa de Cultura Mário Quintana, em Porto Alegre, marcou, também, a abertura do período de inscrições para os interessados. Poderão ser inscritos, até 15 de agosto, trabalhos jornalísticos que tenham sido publicados entre 1o de agosto de 2015 e 30 de junho de 2016.

A premiação é uma parceria entre a Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental - Seção Rio Grande do Sul (Abes-RS), a Associação Riograndense de Imprensa (ARI), e a Braskem. Visa incentivar a divulgação de iniciativas positivas na área do meio ambiente e sustentabilidade, como a aplicação de novas tecnologias, em especial na área do saneamento ambiental, bem como esforços de empresas e entidades, escolas e universidades, pessoas e instituições públicas e privadas na busca de soluções sustentáveis.

Na solenidade de lançamento da terceira edição, a vice-presidente da Abes-RS, Jussara Kalil Pires, destacou a importância da iniciativa, uma vez que os jornalistas exercem papel fundamental na multiplicação de ideias e comportamentos ambientalmente responsáveis.

- Com o Prêmio José Lutzenberger de Jornalismo Ambiental estimulamos a multiplicação de conhecimentos sobre a necessidade de preservarmos o meio ambiente, buscando promover a conscientização da sociedade, para que ela tenha e receba as informações corretas sobre o assunto - ponderou Jussara.

Representando a Braskem, a analista de comunicação Denise Marques falou que a temática ambiental é uma questão de extrema relevância social e cabe à imprensa, com os olhos da sociedade, lançar alguma luz e alerta sobre esse tema. Já o presidente da ARI, João Batista Filho, ressaltou que a premiação merece elogios porque estimula também estudantes universitários a tratarem o tema com atenção especial. Segundo ele, a iniciativa é um compromisso de responsabilidade, que busca deixar como legado às gerações futuras condições de vida superiores as que existem hoje.

Durante o lançamento, uma das vencedoras do ano passado, Bruna Weber Correa, na categoria Prêmio Braskem de Jornalismo Universitário, falou sobre a sua reportagem vencedora, que abordou o trabalho dos catadores de lixo em sua cidade de origem, Novo Hamburgo. Ela enfatizou a emoção de receber a premiação, e, também, por abordar um tema tão pulsante na comunidade hamburguense.

Em 2015 o prêmio contou com 209 inscritos e a expectativa dos promotores é contar com cerca de 400 trabalhos concorrendo na edição deste ano. O evento de encerramento com a divulgação dos vencedores e entrega das premiações ocorrerá em setembro. Mais informações estão disponíveis no site http://premiojornalismoambiental.com.br/.

Dividida em seis categorias - jornalismo impresso, fotojornalismo, radiojornalismo, telejornalismo, webjornalismo e Prêmio Braskem de Jornalismo Universitário -, a iniciativa também é uma homenagem a um dos pioneiros do movimento ecológico brasileiro, o gaúcho José Lutzenberger.

Na edição de 2016, além da premiação, os inscritos presentes no evento da entrega de prêmios concorrerão a uma viagem para Maceió, para participarem da cerimônia do Prêmio Octávio Brandão de Jornalismo Ambiental, realizado pela Braskem, em parceria com a Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental - Seção Alagoas (ABES/AL) e Sindicato dos Jornalistas de Alagoas (Sindjornal), que chega a sua décima segunda edição em 2016.