Notícias

 

Prêmio de Jornalismo Ambiental esclarece dúvidas sobre processo de inscrições

04/07/2016

Prêmio de Jornalismo Ambiental esclarece dúvidas
sobre processo de inscrições

Já estão abertas as inscrições para a terceira edição do Prêmio José Lutzenberger de Jornalismo Ambiental, voltado para acadêmicos e jornalistas do Rio Grande do Sul. E para que não haja dúvidas durante as inscrições, a organização do Prêmio listou algumas possíveis perguntas e respostas para ajudar no processo. Foco das matérias, limite de categorias, matérias realizadas em coautoria e prazos estão entre a lista de questionamentos.

A iniciativa, promovida pela Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental (ABES/RS), Associação Riograndense de Imprensa (ARI) e Braskem, tem como objetivos incentivar a produção de matérias jornalísticas positivas sobre preservação ambiental, bem como o espaço destinado pelos diversos veículos para a temática.

Além da lista, mais informações sobre o Prêmio podem ser obtidas no site http://www.premiojornalismoambiental.com.br/.


Acompanhe abaixo a lista de perguntas e respostas:

- Qual deverá ser o foco das matérias?
Reportagens sobre iniciativas bem-sucedidas na busca de soluções sustentáveis - tratamento da água e dos esgotos, gestão dos recursos hídricos, das águas pluviais e dos resíduos sólidos, drenagem, reciclagem, gestão ambiental e tecnologias limpas, entre outros - realizadas no Estado, por empresas e entidades, escolas e universidades, pessoas e instituições públicas e privadas.

- Quais são as categorias do Prêmio?
Jornalismo impresso, Fotojornalismo, Radiojornalismo, Telejornalismo, Webjornalismo e Prêmio Braskem de Jornalismo Universitário.

– Qual é a premiação?
Serão premiados os três primeiros classificados. Ao autor (jornalista profissional) do trabalho classificado em 1º lugar, em cada categoria, será conferido o prêmio de R$ 5.000,00 e um troféu; o classificado em 2º lugar, em cada categoria, receberá R$ 2.500,00 e um troféu; ao classificado em 3º lugar caberá um certificado de menção honrosa. Os estudantes que tiverem seus trabalhos escolhidos ganharão um prêmio de R$ 1.000,00 para o primeiro, R$ 500,00 para o segundo e menção honrosa para o terceiro lugar. Também serão reconhecidos o veículo com maior número de publicações inscritas sobre o tema ambiental e a faculdade com maior número de trabalhos inscritos.

- Quem pode participar?
Jornalistas com atuação no Rio Grande do Sul, registrados como tal na Superintendência Regional do Trabalho e Emprego e estudantes devidamente matriculados em cursos de Jornalismo.

- Até quantas categorias é possível se inscrever?
Cada profissional/estudante poderá participar com no máximo três trabalhos em cada categoria, que tenham sido publicados ou divulgados em veículo com circulação ou atuação regular dentro do Estado.

- É possível inscrever a mesma matéria em categorias diferentes?
Sim, se a matéria preencher os requisitos das categorias. Por exemplo, uma reportagem de jornal impresso pode ser trabalhada de forma online, podendo assim, então, estar inscrita também na categoria webjornalismo. O mesmo serve para a fotojornalismo, que pode ter seu material publicado tanto no impresso como no online.

- Na categoria Prêmio Braskem de Jornalismo Universitário, que tipo de material pode ser inscrito? Em que veículos estes trabalhos podem ter sido publicados?